Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

“Rainha do golpe”, irmã de Léo Moura é suspeita de vender ingressos falsos no Carnaval

Lívia Moura já chegou a ser detida por estelionato, mas voltou a aplicar golpes

A irmã do ex-lateral Léo Moura, Lívia Moura, voltou a ser notícia nas páginas policiais. A mulher que já tem um mandado de prisão em aberto por estelionato, já deu golpe em Renato Augusto, agora é suspeita de vender ingressos falsos para o Carnaval na Marquês de Sapucaí.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o caso após pelo menos 10 pessoas terem denunciado o caso à 19ª Delegacia de Polícia na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense.

Segundo os denunciantes, a irmã de Léo Moura prometia um par de ingressos por cerca de R$ 5 mil, que seriam enviados no formato de QR Code – nunca enviado. Lívia chegou a alegar que colocaria o nome dos convidados em uma suposta lista, mas ao chegar no local, não conseguiram entrar.

Golpes anteriores

Não é a primeira vez que Lívia Moura é investigada por supostos golpes em festas. Até um amigo do irmão acabou sendo vítima da golpista, que teria dado um calote de R$ 200 mil em Renato Augusto, após a festa de um ano de casamento do jogador.

O imbróglio fez o “pau quebrar” em casa e a mãe de Léo Moura deu uma surra e expulsou a filha de casa, por conta das atitudes contra o amigo da família.

Em 2022, seis anos após o episódio com Renato Augusto, a irmã de Léo Moura chegou a ser detida, acusada de vender ingressos falsos do festival Rock in Rio em um golpe que pode chegar a R$ 500 mil. 
 

Veja as fotos

Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução