Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Família de Mingau faz apelo por doação de sangue. Saiba detalhes!

O músico está internado em estado grave no Hospital São Luiz do Itaim, em São Paulo, desde o último domingo.

Familiares e amigos de Rinaldo Oliveira Amaral, mais conhecido como Mingau, baixista do Ultraje a Rigor que foi baleado na cabeça no último final de semana, iniciaram nesta terça-feira  (5/9), uma campanha para pedir doações de sangue para o artista. O músico está internado em estado grave no Hospital São Luiz do Itaim, em São Paulo, desde o último domingo. 

Nas redes sociais, a filha do músico, Isabella Aglio, compartilhou em seu Instagram o pedido para doações de sangue em nome do pai.  “Precisamos de doação de sangue”, diz a publicação. Na sequência, ela informa os endereços para coleta e horários de funcionamento. “Rua Tomás Carvalhal, 711, em São Paulo, todos os dias das 07h às 18h. Av. Dom Pedro II, 877, Santo André. De segunda à sábado, das 7h às 12h. Em nome de Rinaldo Oliveira Amaral”, conclui a mensagem. 

noticia%25242y%252410%2524kNqGHklnKFC0byl18UPdq.ZfOnZ9f3QbTIgWl1sgyCXDf0DUI0c1S

O pedido foi compartilhado por amigos e outros familiares do músico.

Estado de saúde

Mingau está sedado e com ventilação mecânica na UTI do hospital recebendo antibióticos, anticonvulsivantes e medidas para conter o aumento da pressão intracraniana. O estado é considerado gravíssimo. Os médicos que cuidam do músico revelaram que a bala que atingiu Mingau atravessou o crânio, atingindo a área responsável pelas funções motoras, linguagem e visão.  

Segundo ele, não havia resíduo do projétil dentro do crânio, com marcas de entrada e saída. A área afetada pela bala é responsável por funções motoras, da linguagem e da visão. Os médicos ressaltam, no entanto, que não é possível fazer um prognóstico sobre  possíveis sequelas.