Preso, pastor fazia rituais de sexo e engolia sêmen de fiel para curar gastrite Outro lar, novos vizinhos: como está a vida de Dado em casa separada de Wanessa Melody assume seu primeiro namoro. Saiba quem é o rapaz! Manoel Carlos revela por que nunca deu um papel de Helena para Lilia Cabral
Preso, pastor fazia rituais de sexo e engolia sêmen de fiel para curar gastrite Outro lar, novos vizinhos: como está a vida de Dado em casa separada de Wanessa Melody assume seu primeiro namoro. Saiba quem é o rapaz! Manoel Carlos revela por que nunca deu um papel de Helena para Lilia Cabral

Ex-policial que matou a namorada entra em aplicativo de relacionamento

Mizael Bispo assassinou a ex-namorada em 2010 e em 2023 conseguiu regime semiaberto

Condenado a 22 anos e 8 meses pelo assassinato da sua ex-namorada, Mércia Nakashima, o ex-policial Mizael Bispo está usando aplicativos de encontros para achar um novo amor. Em regime aberto desde 2023, o assassino criou um perfil em pelo menos quatro apps e está atrás de uma nova mulher.

Em seus perfis, Mizael se descreve como um homem de 54 anos que mora no bairro de Cumbica, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. O ex-policial não cita em momento algum que matou sua ex e que passou mais de dez anos na cadeia de Tremembé. As informações são da coluna True Crime, do jornal O Globo, de Ulisses Campbell.

Veja as fotos

48fe7e9c img 6792
72339c46 img 6791

Os perfis do criminoso foram descobertos por um homem que estava nos aplicativos fingindo ser uma mulher solteira para achar outra pessoa. Ele reconheceu a foto do ex-PM e mandou mensagens para confirmar que se tratava, de fato, do assassino.

Relembre o caso

A morte da advogada Mércia Nakashima aconteceu em maio de 2010. Ela era sócia em um escritório de advocacia de Mizael Bispo, com quem namorou por quatro anos, até o término deles, que aconteceu no ano de 2009.

A advogada desapareceu após participar de um almoço em família em Guarulhos. O corpo dela foi encontrado duas semanas depois do assassinato, na represa de Nazaré Paulista, interior de SP.

Apenas no ano de 2013, três anos após o crime, Mizael Bispo foi levado a júri popular e condenado a 20 anos de reclusão. A pena dele foi posteriormente aumentada para 22 anos e 8 meses pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) após apelação da defesa de Márcia.

Em agosto de 2023, ele conseguiu progressão de regime e agora está nos apps de namoro da vida atrás de um novo romance.