Preso, pastor fazia rituais de sexo e engolia sêmen de fiel para curar gastrite Outro lar, novos vizinhos: como está a vida de Dado em casa separada de Wanessa Melody assume seu primeiro namoro. Saiba quem é o rapaz! Manoel Carlos revela por que nunca deu um papel de Helena para Lilia Cabral
Preso, pastor fazia rituais de sexo e engolia sêmen de fiel para curar gastrite Outro lar, novos vizinhos: como está a vida de Dado em casa separada de Wanessa Melody assume seu primeiro namoro. Saiba quem é o rapaz! Manoel Carlos revela por que nunca deu um papel de Helena para Lilia Cabral
Exclusivo

Filantropo, político e empresário: conheça a história do CEO da BYD Brasil, Alexandre Baldy

Filantrópico, político e empresário: conheça a história do CEO da BYD Brasil, Alexandre Baldy

Uma vida marcada pelas causas sociais, política e empreendedorismo: é assim que a trajetória do empresário Alexandre Baldy, de 43 anos, pode ser resumida. Vindo de uma família com pai que foi procurador de Justiça do Ministério Público e uma mãe dedicada a educação de crianças, o caçula de cinco filhos teve uma educação rígida, que o levou a ser o CEO da maior produtora mundial de carros elétricos, a BYD Auto, e trabalhar com a formação de crianças e adolescentes. É a história de vida dele que o portal LeoDias vai contar hoje.

Infância e adolescência marcadas pela disciplina

Alexandre cresceu no berço da família Baldy de Sant”/Anna. Seu pai é o ex-procurador de Justiça do Ministério Público, Joel, e da pedagoga Eulina. Esse é um dos casais que podemos considerar perfeitos, isso porque Joel e Eulina juntaram sua dedicação em ajudar o próximo para desenvolver muitos trabalhos sociais.  Essa foi a família em que o empresário nasceu já quando sua mãe tinha quase 40 anos, aposentada das salas de aula, quando decidiu investir em confecção.

Foi com uma educação firme que em um dia seu pai, Joel, mandou Alexandre focar nos estudos, sendo um amante do futebol: “[Eu era] aficcionado pelo futebol, jogava bola de manhã, tarde noite, num time amador do Goiás. Meu pai entendeu que o esporte requisitava muito da vida e que tinha que focar no estudo”, relembra o advogado que se formou na PUC de Goiás.

Causas sociais correm nas veias dos Baldy de Sant”/Anna

Além da educação, outra coisa que os pais de Alexandre faziam questão de priorizar era a filantropia: “Finais de semana nós éramos firmes indo fazer trabalhos sociais. Meu pai tinha uma chácara que recebia menores infratores para ressocialização…meu pai levava a gente para construir casas de quem não tinha nada. Ajudar a fazer para saber a dor e o exemplo que as pessoas tinham que ter da gente.”

Parecia mesmo que ajudar o próximo seria uma das missões do goiano por aqui, isso porque ele ajudou a criar a Fundação Pró-Jovem, hoje a Fundação Pró-Cerrado, onde atualmente ajuda com a formação de crianças e adolescentes. Ele até relembrou o tema da monografia da universidade: “Foi sobre a ressocialização de menores infratores, uma causa que tivemos apreço pela trajetória de vida do meu pai.”

Alexandre recordou ainda das ações sociais que pôde contribuir: “Ajudamos bastante projetos sociais, Santa Casa de Anápoles, instituições de saúde, sempre ajudamos muito núcleos religiosos que temos relação. Têm bastante projetos em área assistencial. Nunca recebi salário quando exercia cargo público dando tudo para mobiliar a casa que dou para as pessoas”, disse o presidente da Agência Goiania de Habitação (Agehab).

Três incentivadores para entrar na política

O sangue de político já corria nas veias, tendo seu pai, Joel, como o mais admirável dos políticos, mas teve mais duas pessoas que ajudaram Alexandre a decidir pela polícia: o ex-presidente Marco Maciel e seu sogro, Marcelo Limirio Gonçalves.

Baldy é casado há 22 anos com Luana Limírio Gonçalves e tem dois filhos, o Alexandre Filho, de 18 anos e a Cléo, 16.

O empresário se recorda dos momentos que viveu com Marco Maciel, desde a infância: “Era pai da minha cunhada, quando meu irmão casou eu tinha 12 anos. Convivi desde pequeno, criei uma relação muito próxima. Foi fascinante quando o conheci, uma pessoa formidável, de respeito, de credibilidade, nasci no mesmo dia que ele, tive relação de interesse da politica, chegamos a sair de ferias uma vez só nos três [Alexandre, Marco e a esposa]”.

Empreendedorismo

Em 2023 Alexandre vendeu sua empresa de embalagens da indústria farmacêutica, a Albox. “Comecei do zero, com dois funcionários, há 20 anos atrás. A empresa se consolidou e quis vender, veio um proposta e fomos convencido para vender.”

Há cerca de um ano o advogado, que já foi ministro das Cidades, deputado federal e secretário da indústria e comércio, foi convidado para integrar o conselho da BYD no Brasil, empresa chinesa. “É um trabalho de recomendação, o que é importante a empresa investir em publicidade e outras áreas para ter credibilidade. Orientação no dia a dia para que a empresa erre menos,  busque mais e a relação entre chineses” detalhou.

Sobre o futuro na BYN, ele adiantou seu propósito: “Ajudar a se consolidar no Brasil. É uma empresa que tem uma visão em termo de produto muito elevado, proteção ao meio ambiente  me encantou pelas premissas, qualidade do produtora e a forma de atuação”, destacou.