Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Amigos e Seleção Brasileira de Vôlei homenageiam Walewska Oliveira

Além disso, Bernardinho e clubes de futebol lamentaram a perda do esporte

Na última quinta-feira (21/9), o vôlei brasileiro teve uma grande perda. A campeã olímpica Walewska Oliveira, de 43 anos, morreu após cair do 17º do prédio em que morava, em São Paulo. A polícia está investigando o caso. Sendo uma inspiração e destaque, a Seleção Feminina de Vôlei homenageou Walewska antes da partida de Brasil X Turquia, pelo Pré-Olímpico de vôlei, em Tóquio.

A ex-jogadora foi lembrada com 30 segundos de silêncio, antes do hino. Apesar de terem jogado bem, as meninas do Brasil perderam de 3 sets a 0 para a Turquia. O luto, sem dúvidas, foi o responsável.

Quando as jogadoras de vôlei chegaram ao ginásio, seus semblantes mostravam o que o coração estava sentindo. Thaisa, campeã olímpica em Pequim com Walewska, expressava estar abalada. Antes da partida, as atletas colocam fitas nos braços, escrito: W#1. Elas ficaram sabendo do falecimento da colega ainda no hotel, antes do jogo.

Outras homenagens

A jogadora de vôlei Fabiana Claudino desabafou no X, antigo Twitter: “Que dor, meu Deus…não tenho forças para nada neste momento.

O ex-técnico da Seleção Brasileira Masculina, Bernardinho, lamentou no Instagram: “Sem palavras para descrever a tristeza com a partida da querida Wal. Conheci menina e a vi se tornar uma mulher incrível, uma jovem aspirante que se tornou uma super campeã.”

Clubes de futebol também prestaram condolências. O Palmeiras, no X, relembrou a visita da campeã ocorrida nesta semana: “Recebemos com tristeza e incredulidade a morte da campeã olímpica Walewska Oliveira, que, no início desta semana, esteve com a nossa comissão técnica na Academia de Futebol. Nossas condolências à família, aos amigos e aos fãs da jogadora neste momento de profunda dor.”

O Atlético Mineiro comentou: “O Galo lamenta profundamente a morte da ex-atleta de vôlei Walewska Oliveira. Mineira de BH, Walewska era atleticana e foi homenageada pelo Galo com uma camisa do Clube, após a conquista do Ouro Olímpico, em 2008. O Galo se solidariza com os familiares e amigos da nossa eterna campeã.”

O presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Radamés Lattari, se manifestou a respeito da morte da atleta: “Walewska era uma jogadora especial, sua trajetória no esporte será para sempre lembrada e reverenciada. Neste momento tão difícil, a CBV se solidariza com a família e os amigos desta grande jogadora.”

O Praia Clube, onde Walewska se aposentou, publicou uma nota de pesar: “O vôlei brasileiro e a comunidade esportiva perderam uma verdadeira lenda, e nossos pensamentos estão com a família e amigos neste momento difícil. Que sua memória e legado continuem a brilhar como uma fonte de inspiração para as gerações futuras. A camisa número 1, usada por Wal, foi eternizada na nossa equipe em 2022 e será para sempre lembrada.”

A amiga Sheilla Castro, publicou uma foto do lançamento do livro de Walewska, em Belo Horizonte, Minas Gerais e desejou força para a família da atleta: “Walzinha, você sempre foi um exemplo para mim dentro e fora das quadras. Dor é grande demais. Agora o luto é diferente pela sua partida precoce.”

Veja as fotos

Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução