Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Cissa Guimarães comemora prisão de culpados por morte de seu filho

Rafael de Souza Bussamra e Roberto Bussamra se entregaram na última quarta-feira (13/9)

Cissa Guimarães comemorou nesta quinta-feira (14/9), a prisão de Rafael de Souza Bussamra e Roberto Bussamra, responsáveis pelo atropelamento seguido de morte do seu filho, Rafael Mascarenhas, em 2010. Os autores do crime se entregaram na quarta-feira (13/9).

Por meio de uma publicação nas redes sociais, a atriz compartilhou a emoção. “Depois de 13 anos de espera esse momento chegou. 13 anos da maior dor do mundo e sempre com medo que a impunidade vencesse, mas ela não venceu! Essa vitória é de todos nós contra a impunidade! Muita luz de Rafa para todos”, escreveu Cissa.

O vídeo compartilhado pela atriz no Instagram, em celebração a prisão, é uma reportagem da Globo que explica o caso, na qual Cissa aparece falando sobre o ocorrido. “Só Deus sabe o que eu passei esses 13 anos, com medo que a impunidade vencesse, e ela não venceu. Essa vitória não é só minha ou da minha família, é de todos nós da sociedade brasileira contra a impunidade. Salve Rafael e salve a justiça que foi feita”, falou a artista em entrevista à emissora.

Relembre o caso 

Rafael Mascarenhas foi atropelado no Túnel Acústico, no Rio de Janeiro, durante a madrugada de 20 de julho de 2010. Na data, o local estava interditado para manutenção, portanto o filho de Cissa Guimarães e outros amigos aproveitaram para andar de skate. 

Rafael Bussamra, autor do atropelamento participava de um racha na ocasião, invadiu o túnel e atingiu o jovem de 18 anos. O criminoso e o pai Roberto Bussamra foram presos inicialmente em 2016, mas acabaram sendo soltos e puderam cumprir a pena por meio de serviços comunitários. Em agosto deste ano, a justiça determinou que ambos voltassem para a cadeia.