Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Meio artístico se mobiliza para ajudar menino a conseguir remédio proibido no Brasil

De Ana Castela a Tony Ramos, Enrico, de apenas 5 anos, recebe apoio nas redes sociais das maiores personalidades do país

R$ 15 milhões de reais é o valor do remédio que pode salvar a vida de Enrico, de apenas 5 anos, que sofre de Distrofia Muscular de Duchenne. Por isso, personalidades da música, do esporte e da televisão se uniram à campanha para ajudá-lo a chegar a essa quantia. A lista dos famosos que já entraram nesse movimento é grande! Ana Castela, Tony Ramos, Tatá Werneck, Isis Valverde, Zico, Rogério Flausino, Maria Cecília e Rodolfo, Raul Plasman, Ronaldinho Gaúcho e Zé Neto e Cristiano estão entre os nomes. 

O medicamento, informa-se, só existe nos Estados Unidos e não é aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), no Brasil. Nesta semana, a Justiça negou à família da criança um pedido para que União arque com o custo do medicamento e todas as despesas médicas do menino. 

Com isso, o pai da criança fez um desabafo nas redes sociais para conseguir o dinheiro, pois Enrico só poderá tomar a medicação antes de completar 6 anos. “A gente está aqui junto unindo forças, muita gente já entrou nessa campanha maravilhosa pra gente ajudar a salvar o nosso querido Enrico e que somente com a colaboração de todos nós vai vencer essa batalha”, diz Rogério Flausino, líder da banda Jota Quest, no vídeo gravado especialmente para ajudar o menino Enrico. 

“O mínimo que eu posso fazer além de pedir a Deus que ajude essa criança, é contar com a colaboração de todos, cada um de nós. Como a própria campanha diz, um pouquinho que seja de cada um para que esses pouquinhos se juntem em uma ajuda pra essa criança com uma doença extremamente rara”, disse o ator Tony Ramos.

Na página da campanha, a família informa que até o momento conseguiu arrecadar apenas 20% do valor necessário para conseguir o medicamento. Ainda faltam cerca de R$ 12 milhões.

“Estamos lutando pela vida do nosso filho Enrico, com a nossa campanha “/Salve o Enrico”/, e hoje é um dia triste, porque é o dia que nós recebemos a negativa da Justiça, em um processo que estava acontecendo por esses meses. A gente perdeu a liminar, a gente vai recorrer e continuar lutando pelo nosso filho”, disse o pai do menino.

“Atualmente é uma dose única, ele foi aprovado na idade de 4 a 5 anos, mas a gente espera que aumente essa idade, estão tendo estudos para isso. E atualmente, como a Anvisa não alterou a medicação até o momento, a gente necessita levá-lo para os Estados Unidos. O meu desejo é que seja realizada a medicação no Brasil mesmo”, completa.

Veja as fotos

Redes Sociais
Redes Sociais
Redes Sociais
Redes Sociais