Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Socialite que cometeu racismo contra família Gagliasso é condenada a pagar indenização

Com correção monetária, a influencer Day McCarthy pode pagar até R$500 mil

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que a socialite Dayane Alcantara Couto de Andrade, conhecida como Day McCarthy, pague uma indenização R$180 mil por danos morais à família Gagliasso por ter proferido ofensas racistas contra a Chissomo Ewbank Gagliasso, a filha de Giovanna e Bruno Gagliasso, conhecida como Titi.

Segundo O Globo, o advogado da família Gagliasso,  Alexandre Celano, afirmou que o valor ainda passará por correção monetária. Com isso, a indenização pode superar o valor de R$500 mil.

O episódio ocorreu em novembro de 2017. Na ocasião, Day McCarthy usou uma rede social para chamá-la de “macaca” com “cabelo horrível, de bico de palha” e “nariz de preto”. A família acionou a Justiça cível e criminal. O processo está no nome da própria Titi contra Dayane.

Apesar da decisão, a ação criminal ainda não chegou ao fim. Em nota, o advogado afirma que “a luta continuará pela condenação pelo crime de racismo, que é inafiançável e imprescritível”. A pena pode chegar a 5 anos de prisão.

Na época, Day McCarthy chegou a confessar o crime em entrevista ao repórter Roberto Cabrini, do SBT, caso citado pelo juíz do caso, Leonardo Grandmasson Ferreira, que pontuou que, em posto de influencer, ela também incentivou o crime: “Observo, também, que a ré, na qualidade de “/influencer digital”/, ao proferir tais ofensas, estimula a prática do racismo, o que acentua a reprovabilidade de sua conduta”, destacou o magistrado.

Após a notícia, nas redes sociais, a influencer disse que pediu perdão e se arrepende do seu erro, mas que a família Gagliasso “nunca vai ver esse dinheiro” e diz que ajuda muitos negros durante o seu dia a dia. Em 2017, Dayane usou seu Instagram para proferir ofensas racistas contra  a criança, que na época tinha 4 anos de idade: “A menina é preta, tem um cabelo horrível, de bico de palha, e um nariz de preto, horrível, e o povo fala que a menina é linda? Aí essas mesmas pessoas vêm ao meu Instagram me criticar pela minha aparência?”, disse ela.

Veja as fotos

Instagram/Montagem
Instagram/Montagem
Instagram/Montagem
Instagram/Montagem
Reprodução/Montagem
Reprodução/Montagem