Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Repórter recém-contratada da Globo nega demissão por polêmica

Alvo de críticas de torcedores, Rebeca Faro se pronuncia sobre suposta brincadeira com comentarista famoso do SporTV

A jovem jornalista Rebeca Faro viu seu sonho de trabalhar na Globo quase arruinado devido a uma polêmica envolvendo seu nome em um tweet que, segundo a mesma, não foi ela quem escreveu. Recém-contratada da Globo para ser jornalista esportiva no SporTV, a notícia da demissão que teria acontecido em menos de 24h da contratação repercutiu nesta quinta-feira (31/8).

Um tweet envolvendo o nome André Rizek, apresentador esportivo no SportTV, foi atribuído ao nome de Rebeca. A publicação diz: “Central Globo de Produção, eu cheguei, caralho! André Rizek, você vai ter que me engolir, pois as reuniões de pauta vão ser comiguinho agora. Vai falar mais merda não, more”. Tudo foi escrito em caixa alta.

Nesta sexta-feira (1°/09), Rebeca se pronunciou em seu Instagram alegando que foi hackeada: “Eu não fiz este tweet. Até porque eu seria muito imbecil em fazer um Tweet como esse tendo trabalhado 4 anos em uma empresa em que o que mais era falado era: não se exponham”, falou, “Eu gosto muito do André Rizek, eu sempre admirei ele como profissional, como jornalista (…) ​​O próprio André Rizek não está preocupado com isso, ele leu e riu”, contou.

Ela desabafa que tem sido alvo de muitas críticas, ameaças de morte e até fotos obscenas. Rebeca conta que torcedores de times rivais e até de torcidas organizadas têm atrelado o post ao fato dela ser flamenguista: “Minha cabeça hoje não é uma cabeça de torcedora do Flamengo e sim uma cabeça de profissional”, reiterou.

Ela relata que tem provas de que o tweet não é seu, devido a cor do fundo do print e a falta de data e horário, por exemplo. Rebeca reforça que procurou as autoridades de crimes cibernéticos e pretende processar quem a tem perseguido devido a isso. Sobre a demissão, ela mostra as provas de que, não, ela não foi demitida: “Aqui segue meu cartão de prestadora de serviço, minha carteira de trabalho ainda está como contratada”, finalizou a jornalista.