Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Funcionário processa Kanye West por trabalhar em condições perigosas

Rapper voltará ao tribunal

As polêmicas com o nome de Kanye West não param de surgir. Agora, as excentricidades e atitudes questionáveis geraram um processo milionário de um antigo funcionário, que acusa o rapper de calote em salários, além de imposições perigosas no trabalho.

Tony Saxon, gerente de projeto e segurança que trabalhava na obra de uma mansão reformada por Kanye West, foi contratado em 2021 e, entre outras coisas, revelou que o rapper impôs a ele que dormisse no chão por meses, onde o funcionário teve de usar “um casaco como roupa de cama”, como aponta o processo, movido no Tribunal Superior de Los Angeles (EUA).

Mudanças malucas

A mansão é uma casa de praia do cantor e fica em Malibu, região litorânea de Los Angeles, sendo totalmente reformulada por um preço estimado de mais de 50 milhões de dólares (cerca de R$ 243 milhões, na cotação atual). O rapper quis deixar a nova casa do jeito dele e Saxon revelou algumas loucuras, dignas das excentricidades de Kanye West.

Uma delas foi o ápice do conflito entre o rapper e o funcionário. Kanye West ordenou a Saxon que retirasse janelas e eletricidade da casa, porém o engenheiro considerou perigoso, o que teria gerado ameaças por parte do rapper, dizendo que ele seria considerado um inimigo se não cumprisse a ordem.

Entre os outros pedidos perigosos, foi revelado que West queria que sua casa tivesse apenas um buraco no chão para fazer as necessidades fisiológicas e um chuveiro sem encanamento interno do lado externo.

Não é a primeira vez

Polêmico, o cantor já está encarando um processo por impôs condições perigosas e violar segurança na Donda Academy, escola fundada pelo rapper. Os professores enumeraram uma série de violações de saúde e segurança, como a imposição do sushi no almoço aos alunos, que deviam comer peixe cru todos os dias e eram impedidos de levar qualquer tipo de comida para a escola.

Isso era só a ponta do iceberg, já que West criou uma série de regras surreais para professores e alunos, como a proibição de palavras cruzadas e livros para colorir, bem como garfos e utensílios das salas de aula. Os professores alegam ainda que não havia nenhum plano de aula ou sistema disciplinar em vigor, levando a vários casos de agressão física contra a equipe sem consequências.