Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Manejo, bons tratos e genética: Cia Tércio Miranda revela estratégia para melhorar desempenho dos touros nos rodeios

Manejo, bons tratos e genética: Cia Tércio Miranda revela estratégia para melhorar desempenho dos touros nos rodeios

          Melhoramento genético, bons-tratos, investimento, manejo correto e planejamento. Estes são os pilares que sustentam a estratégia dos empresários Tércio e Rosana Miranda para melhorar o desempenho dos touros do plantel avaliado em mais de R$ 20 milhões. 

          Proprietários da Cia Tércio Miranda, ambos são conhecidos nacionalmente não só pelas inúmeras conquistas obtidas nas arenas em todo o Brasil, mas também pelo trabalho de excelência realizado com os atletas de pulo, pautado pela defesa do bem-estar e pelo compromisso com a ética e o respeito. 

           

          Veja as fotos

          Cia Tércio Miranda tem uma estratégia para melhorar desempenho dos touros nos rodeios. Foto: Reprodução
          Cia Tércio Miranda tem uma estratégia para melhorar desempenho dos touros nos rodeios. Foto: Reprodução
          Rosana e Tércio Miranda. Foto: Reprodução
          Rosana e Tércio Miranda. Foto: Reprodução

           

          De acordo com Rosana, os prêmios e fivelas conquistados nos rodeios refletem o esforço diário de uma equipe completa de profissionais, composta por veterinários, tratadores e nutricionistas. 

           

          “Nossos touros recebem cuidados constantes, incluindo exames de rotina, acupuntura, ozonioterapia e uma dieta personalizada. Também dedicamos muito tempo para estudar o manejo dos touros, identificando quais podem compartilhar o piquete, quais preferem estar sozinhos e quais gostam de ter apenas um companheiro. O bem-estar dos nossos animais é inegociável”, explica Rosana. 

           

          Além de serem conhecidos pelas premiações e pelos bons-tratos aos animais do plantel, Tércio e Rosana são donos do Acesso Negado, o touro de rodeio mais valioso e famoso do Brasil. No ano passado, os empresários desembolsaram R$ 1,087 milhão para comprar o animal, cujas características genéticas se assemelham com as dos atletas de pulo que competem na Professional Bull Riders (PBR). Atualmente, o Acesso Negado está avaliado em cinco vezes mais. 

           

          “O Acesso Negado é menor e mais leve que os outros animais, mas possui mais força e agilidade. Procurávamos há muito tempo um animal com essas características para começar a trabalhar com genética. Nosso sonho se tornou realidade em fevereiro deste ano, quando lançamos o projeto Acesso Negado Bucking Bull”, diz Rosana. 

           

          Segundo Tércio, investidores podem adquirir bezerros ou embriões fecundados do Acesso Negado, touro que já tem três filhos, incluindo a Vitrine, novilha com dois anos de idade e 300 quilos. Embora o Acesso Negado seja o pivô do projeto, a Cia Tércio Miranda também trabalha com material genético de outros animais do plantel, como Rei do Norte e Gatilho – campeões da Festa do Peão de Barretos de 2023. 

           

          “Faremos leilões para vender os produtos. O primeiro deve ocorrer em 2025, mas já estamos comercializando doses de sêmen. Compramos uma fazenda e montamos uma estrutura completa para trabalhar com genética. Já investimos mais de R$ 10 milhões porque queremos oferecer o que há de melhor no mercado”, afirma Tércio. 

           

          Encontro internacional 

           

          De acordo com Rosana, o trabalho realizado pela Cia Tércio Miranda chamou a atenção dos norte-americanos Laramie Wilson e Katie Perschbacher, responsáveis por fazer história na PBR ao lado do touro Woopaa, campeão mundial de 2021 e detentor da maior pontuação do circuito. 

           

          “Eles vieram ao Brasil para conhecer a estrutura, o trabalho desenvolvido, a boiada e o projeto de melhoramento genético. O objetivo é trocar informações com os dois para aprimorar ainda mais nossas práticas e contribuir para elevar o desempenho dos touros nos rodeios. É uma oportunidade para aprender e ensinar ao mesmo tempo”, explica Rosana. 

           

          Durante a visita ao país, Laramie e Katie, proprietários do famoso “Hookin W Ranch”, participarão do 1º Encontro Internacional de Genética, promovido por Tércio e Rosana. Com apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Touros de Rodeio (ABTR), o evento será realizado nesta terça-feira (28), em Votuporanga, interior de São Paulo. 

           

          “Sabemos que os Estados Unidos estão muito à frente do Brasil em relação à genética e à performance dos atletas de pulo. O trabalho que Laramie e Katie realizam com os animais do Hookin W Ranch é reconhecido mundialmente. Os resultados do touro Woopaa em 2021 provam que os dois têm muito conhecimento para compartilhar com a gente”, conta Tércio. 

           

          Considerado um dos animais mais temidos do circuito, Wooppa encerrou sua carreira em 2023, mas deixou um imenso legado, especialmente por suas acirradas disputas com o brasileiro José Vitor Leme. 

           

          Em 2021, ao garantir seu segundo título mundial consecutivo, foi a bordo do touro Woopaa que Leme alcançou duas vezes a maior pontuação registrada na PBR. Em agosto, marcou incríveis 97,75. Já em novembro, atingiu 98,75 pontos na final, estabelecendo um recorde absoluto. Neste embate, Woopaa alcançou 48,75 em 50 pontos possíveis, sendo coroado campeão e encerrando a temporada com uma média de 46,93.

           

          Além de Laramie e Katie, responsáveis pelo trabalho realizado com o touro Woopaa durante o mundial, o 1º Encontro Internacional de Genética terá a presença de outras figuras do mundo do rodeio, incluindo membros da diretoria da ABTR, investidores e tropeiros. Os interessados podem acompanhar a transmissão ao vivo pelo Youtube, no canal Acesso Negado, a partir das 19h30. 

           

          Cia Tércio Miranda 

           

          O envolvimento de Tércio Miranda com o universo dos rodeios teve início na década de 90, quando começou a formar seu primeiro grupo de touros de pulo. Em pouco tempo, o empresário possuía os animais mais temidos das arenas.

           

          Logo após, Tércio vendeu todo seu plantel, mas nunca abandonou sua paixão pelos rodeios, sentimento que o fez retornar às arenas cerca de uma década depois. Durante a nova fase, a Cia Tércio Miranda voltou rapidamente ao centro das atenções, com uma boiada que acumulou inúmeros títulos e fivelas nos rodeios mais disputados do Brasil.

           

          Em 2019, Tércio fez um leilão para vender seu plantel novamente. Contudo, desta vez, não se manteve totalmente distante das arenas, investindo pesado no melhoramento genético dos touros. 

           

          Já em 2022 e 2023, a Cia Tércio Miranda voltou a fazer diversas aquisições que “sacudiram” o mercado. Em 2024, a história se repetiu, com a compra de 20 touros de pulo da Cia 2M, uma das maiores negociações no mundo do rodeio.