Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Ana Paula Padrão desabafa sobre processo de recuperação do marido

Gustavo Diament teve várias fraturas pelo corpo ao cair em uma vala de sete metros após assalto

A apresentadora do Masterchef, Ana Paula Padrão, usou suas redes sociais para fazer um desabafo nesta segunda-feira (6/10) sobre como tem sido cuidar do marido, Gustavo Diament, após o acidente, onde ele caiu em uma vala de sete metros durante um assalto.

“Como é que retoma à vida normal? Esse fim de semana, uma grande amiga me escreveu para saber como eu estou agora que o Gustavo deixou o hospital e a gente está em casa no dia a dia da recuperação. Eu disse que é cansativo, mas que eu estou bem. E ela, que já passou por uma situação parecida, respondeu assim: ‘Agora, Ana, é você e você. A emergência passou, mas os dias não serão mais fáceis. E ela tem toda razão”, relatou Ana Paula.

De acordo com a apresentadora do Masterchef, uma prima a aconselhou retomar um pouco da sua rotina antiga para conseguir lidar com as drásticas mudanças que aconteceram, afinal seria depois do susto que as emoções chegariam pra valer.

“Resolvi começar, voltando a treinar, coisa que eu fazia quase toda manhã, mas essa noite foi mais agitada. Eu me atrasei toda, acabei de conseguir fazer uma horinha de treino, mas é muito difícil desgrudar do cuidado que eu tenho dedicado 24 horas por dia ao Gustavo para fazer qualquer outra coisa, inclusive essas que me fazem bem. Porque a minha emoção está lá com ele, não está aqui”, continuou.

“É um negócio avassalador. Fisicamente, é claro, porque ele tem fraturas múltiplas, vai demorar um pouco para recuperar todos os movimentos e eu preciso ajudar em tudo, mas principalmente emocionalmente. Se ele dorme bem, eu durmo bem. Se ele está com muita dor, eu me sinto a última das criaturas, a mais impotente do mundo”, completou Ana Paula.

Veja as fotos

Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução