Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Fiasco: Transmissão da Globo erra ao apostar em influenciadores no lugar de jornalistas

A estratégia de trazer o time do entretenimento para a cobertura não funcionou

A transmissão do 1º dia de desfile das escolas de samba do grupo especial pela Globo foi marcada por uma sucessão de erros. Ao que parece a emissora criou uma nova maneira de fazer coberturas jornalísticas: sem jornalistas.

A estratégia de trazer o time do entretenimento para a cobertura não funcionou. Mas quem poderia imaginar que influenciadores não conseguiriam dar conta de um ao vivo, não é mesmo?

Na concentração, na dispersão e na avenida não havia ninguém. Quem acompanhava pelas redes sociais soube do carro alegórico quebrado, do buraco no desfile de Porto da Pedra, assistiu os detalhes da comissão de frente da Beija-Flor, mas na televisão: nada.

Dali em diante efeito dominó… A dupla de apresentadores, Karine Alves e Alex Escobar e os comentaristas Milton Cunha, Pretinho da Serrinha e Leonardo Bruno não tinham respaldo para desenvolver as notícias porque elas simplesmente não chegavam. Ainda assim, eles foram o ponto alto da transmissão.

Por uma bizarra decisão editorial, a Globo omitiu os diversos problemas que escolas de samba tiveram.  Quem via a transmissão oficial não soube que o desfile da Porto da Pedra quase teve uma tragédia, com uma mulher atropelada em plena Sapucaí.

Quem assistiu os desfiles através da transmissão da emissora também não conseguiu ver o momento mais belo da comissão de frente da Beija-Flor, onde um pequeno truque de mágico era visto, já que a direção de imagens não mostrou toda a apresentação da abertura do desfile da escola de Nilópolis.

Assim como também não viu o emocionante momento da bateria da Salgueiro abrindo seus trabalhos com o clássico samba Explode Coração, com a Sapucaí inteira cantando em coro. 

Em uma escolha editorial assustadora, Globo escancarou uma verdade incômoda para o mercado: não existe jornalismo sem jornalista. E que ter flexibilidade publicitária tem seu preço… E ele é alto.

Veja as fotos

Divulgação
Divulgação
Leo Dias
Leo Dias
Leo Dias
Leo Dias