Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Boca Juniors, da Argentina, é punido por casos de racismo em jogo contra o Palmeiras

O clube argentino confirmou a punição por suas redes sociais

O Boca Juniors, finalista da Libertadores em 2023, recebeu uma punição por conta de atos racistas ocorridos no estádio do clube, a Bombonera, pela semifinal da competição, contra o Palmeiras. A CONMEBOL anunciou a pena na noite do último domingo (7/4).

O confronto ocorreu no dia 28 de setembro do ano passado, em Buenos Aires (ARG). Os palmeirenses presentes no estádio gravaram vários vídeos onde torcedores rivais imitam macacos nas arquibancadas, em direção aos brasileiros, além de um homem em particular, que segurou um celular exibindo a palavra “macaco”.

Punição e multa

Fora da Libertadores neste ano, o clube argentino terá 27 mil lugares fechados em La Bombonera, famoso estádio do clube, o que representa 50% da capacidade, além de uma multa de 100 mil dólares (R$ 500 mil) e ainda terá de hastear uma bandeira com os dizeres “basta de racismo”.

O Palmeiras enviou a denúncia de racismo logo após o caso e, recentemente, o alviverde prometeu denunciar outro “hermano”. Na primeira partida da Libertadores do clube neste ano, contra o San Lorenzo, torcedores do Porco gravaram vídeos de rivais imitando macacos para os brasileiros.

O Boca deverá voltar a receber brasileiros em seu estádio, já que está no mesmo grupo do Fortaleza na Sul-Americana. Os episódios de racismo tem sido um problema na Argentina e não é o primeiro caso ocorrido em no estádio, tanto que eles soltaram uma nota onde pedem para que os torcedores “reflitam e vivam o jogo com a paixão que nos caracteriza, mas longe de qualquer tipo de manifestação racista e atos xenófobos”.

Leia a nota completa:

“No âmbito de um novo jogo internacional em La Bombonera, apelamos aos torcedores para que reflitam e vivam o jogo com a paixão que nos caracteriza, mas longe de qualquer tipo de manifestação racista e atos xenófobos. Ratificamos o nosso compromisso com o futebol livre de qualquer tipo de discriminação”.
 

Veja as fotos

Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução