Chrystian, da dupla com Ralf, morre aos 67 anos Hospital divulga causa da morte do cantor Chrystian
Chrystian, da dupla com Ralf, morre aos 67 anos Hospital divulga causa da morte do cantor Chrystian

Torcedor é preso por insultos racistas e ameaça de morte à uma criança, fã de Vini Jr.

O ato criminoso ocorreu no ano passado, em partida entre Atlético de Madrid e Real Madrid

Entre a onda de racismo que Vinícius Júnior tem combatido na Espanha, mais um caso ganhou as capas de jornais no país europeu. Desta vez, um torcedor do Atlético de Madrid foi preso pela polícia espanhola por ofensas racistas a uma menina de apenas 8 anos que vestia a camisa de Vini nos arredores do estádio do clube madrilenho, o Wanda Metropolitano.

A situação aconteceu em setembro de 2023, antes do clássico entre o Atlético e o Real Madrid, arquirrivais históricos. Segundo a polícia espanhola, a criança “sofreu graves crises de ansiedade” após o ato criminoso e, no relato da tia da menina, o torcedor chegou a ameaçá-la de morte:

“Sou Atlético desde que nasci. Começaram a cantar “/Vikingo não”/, “/macaco”/, “/preta de merda”/. Não sabia que era com a gente, jamais imaginaria que era por causa da menina. Até que um cara se aproximou, me deu uns golpes no braço e disse: “/Sai daqui ou vamos matar essa criança de merda”/. Uma barbaridade os insultos e tudo mais. Aí você olha e vê muita gente, uma multidão apontando para a garota, a insultando e xingando”, disse a senhora, que não foi identificada, para a cadeia de rádio espanhola “SER”.

A tia apresentou queixa na polícia espanhola, relatando ter ouvido gritos de “fora vikingos de merda”, “madridistas filhos da p***, saiam daqui que vamos cortar sua boca e matar vocês” e foi atingida no braço antes que outros torcedores pudessem apartar a confusão.

Vini Jr. encontrou a garota

Ao saber do episódio, o Real Madrid entrou em contato com a criança e a recebeu no Santiago Bernabéu para a partida seguinte, uma vitória do time madrilenho sobre o Las Palmas.

A menina de 8 anos pôde ter uma experiência incrível, conhecendo vários astros do Real, bem como Vinícius Júnior.

Racismo frequente contra Vini 

Foram vários os “episódios isolados” de racismo como o próprioVinícius Júnior já ironizou em suas redes sociais. Infelizmente, a palavra “mono” (macaco, em espanhol) virou um termo frequente na boca e nos gestos de “torcedores” criminosos que por várias vezes cometeram injúria racial contra o jogador.

Contra o Atlético de Madrid, em janeiro de 2023, torcedores do clube chegaram a colocar em uma ponte da capital espanhola um boneco que simulava o enforcamento de Vini. Na partida em setembro, onde houve o crime contra a criança, o brasileiro também teve de ouvir vários torcedores gritarem “macaco de merda”.

Contra o Valencia aconteceu o episódio mais emblemático, onde o jogador e torcedores chegaram a discutir após insultos coletivos por parte dos torcedores do clube rival. Até hoje esse caso é recheado de polêmicas, com o Valência e a imprensa da cidade acusando Vini de mentiras sobre e “passando um pano” para o que ocorreu no estádio, em maio de 2023.

Vinícius Júnior e o Real Madrid voltam ao estádio Mestalla, em Valência, no próximo sábado (2/3), na primeira partida após o ocorrido.
 

Veja as fotos

O episódio de racismo contra Vini foi um de vários que aconteceram na Espanha. Foto: Reprodução
O episódio de racismo contra Vini foi um de vários que aconteceram na Espanha. Foto: Reprodução
O episódio de racismo contra Vini no Mestalla foi um de vários que aconteceram na Espanha. Foto: Reprodução
O episódio de racismo contra Vini no Mestalla foi um de vários que aconteceram na Espanha. Foto: Reprodução
Vini já precisou ir aos tribunais espanhóis para buscar justiça. Foto: Reprodução
Vini já precisou ir aos tribunais espanhóis para buscar justiça. Foto: Reprodução
Vini ganhou o prêmio Dr. Sócrates por sua luta social e combate ao racismo. Foto: Reprodução
Vini ganhou o prêmio Dr. Sócrates por sua luta social e combate ao racismo. Foto: Reprodução
Vini Jr. também virou embaixador da Unesco. Foto: Reprodução
Vini Jr. também virou embaixador da Unesco. Foto: Reprodução
Reprodução
Reprodução