Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Ludmilla se diz perplexa após ter campanha de doação de sangue vetada

A campanha incentiva doação de sangue em troca de ingressos para show da cantora

A cantora Ludmilla desabafou nesta sexta-feira (15/9), após ter sua iniciativa social para doação de sangue barrada em Belo Horizonte. A campanha é uma ação já realizada Rio de Janeiro, e forneceu ingressos de graça a doadores para curtir o show Numanice, da própria artista. 

Com muita indignação, Ludmilla resolveu expressar seu sentimento em torno do ocorrido. “Fico perplexa de ver como uma ação social como o ‘Numanice tá no sangue’ é derrubada. Falta sangue nos hemocentros de todo o Brasil e, quando alguém faz algo para incentivar a doação, simplesmente freiam o movimento. O evento não ganha nada com isso, muito pelo contrário, investimos em tempo e em energia ao público. Sempre foi um sonho poder ajudar o próximo, fazer ações sociais e agora que posso, me frustro com esse tipo de atitude”, frisou. 

Para a famosa, ações como esta não precisariam necessariamente de incentivos, tendo em vista que a doação de sangue é fundamental na vida do próximo. “Infelizmente, o mundo não é esse conto de fadas. Enquanto isso, podíamos discutir uma forma de criar mais jeitos de incentivar”, lembrou.  

Em comunicado enviado à imprensa, o Hemominas, instituição que capta as doações de sangue em Minas Gerais, se justificou sobre o impedimento da cantora realizar a campanha no Estado. “Temos o dever de seguir as legislações atuais que proíbem o oferecimento de benefícios, direta ou indiretamente, ao doador pela doação de sangue”.

De acordo com a cantora, “Numanice tá no sangue” está confirmado para acontecer em outras regiões, em parcerias firmadas com outros bancos de sangue. Os locais ainda não foram divulgados. Além disso, uma proposição na Câmara dos Deputados chamada de ‘Projeto de Lei Ludmilla’  entrará em vigor em prol da causa.

Tags: