Ao vivo
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
Pai debocha de filha com paralisia e é acusado de maus-tratos: “Largar em orfanato” Ex-cunhada de Safadão acusa mãe do cantor de ameaça e ela rebate: “Tudo mentira”
portal Leo Dias 1 ano
vaidebet

Música de Chico Buarque sobre mulher interesseira serviu de inspiração para Luísa fazer “Chico”. Entenda!

Música de Luísa Sonza tem claras referências à “Folhetim”, composição de Chico Buarque, que se popularizou na voz de Gal Costa

Não se fala em outra coisa na web depois que Luísa Sonza revelou ter sido traída por Chico Moedas e pôs um fim na relação. Não foram poucas as paródias de “Chico”, música que fez a cantora atingir o topo das paradas, feita em homenagem ao rapaz que a traiu, que se espalharam na web. Mas, você, caro leitor, sabia que esta canção é inspirada em uma música de Chico Buarque? O portal LeoDias te explica tudo! 

Música lançada nos anos 70

A canção “Folhetim” foi lançada em 1978 por Chico Buarque em um de seus trabalhos mais emblemáticos: “A Ópera do Malandro”. No entanto, a versão que mais se popularizou foi a interpretada por Gal Costa. As referências com a música de Sonza não são uma mera coincidência, uma vez que Chico Veiga já declarou ser fã de Chico Buarque.

Já na frase inicial é possível ver a clara relação entre a música de Chico Buarque e de Luísa Sonza: “Se acaso me quiseres, sou dessas mulheres que só dizem sim”. No entanto, diferente da versão de Sonza, a música de um dos principais nomes da MPB não fala de uma mulher apaixonada e sim de uma prostituta. 

Inversão de sentido

No título já vemos o claro sentido. “Folhetim” dá a ideia de um jornal diário, descartável, que em pouco tempo nada vale. À medida que a música vai se desenvolvendo, vemos outras claras frases que deixam claro que o “amor” desta mulher não é duradouro e é apenas movido por interesse: “E se tiveres renda / Aceito uma prenda, qualquer coisa assim / Como uma pedra falsa, um sonho de valsa / Ou um corte de cetim”. 

Na música de Sonza, vemos uma mulher claramente apaixonada, aberta a abrir mão de diversas coisas pelo amor de seu “Chico”: Chico, se tu me quiseres / Sou dessas mulheres de se apaixonar / Pode fazer a sua fumaça / O Bar da Cachaça vai ser nosso lar / E, Chico, se tu me quiseres / Debato política, tomo o teu partido / E se for pra repartir o amor / Que reparta comigo”. 

Veja as fotos

Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução
Reprodução