Chrystian, da dupla com Ralf, morre aos 67 anos Hospital divulga causa da morte do cantor Chrystian
Chrystian, da dupla com Ralf, morre aos 67 anos Hospital divulga causa da morte do cantor Chrystian

Renascer: Médico quer operar bebê intersexo e Buba perde o controle

Personagem de Gabriela Medeiros vai deixar toda a sua calma e elegância de lado para defender o filho de Teca (Lívia Silva)

          Buba (Gabriela Medeiros) vai deixar toda a sua calma e elegância de lado para defender o filho de Teca (Lívia Silva) das mãos de um médico açougueiro em Renascer. A psicóloga vai promover um barraco em uma hospital após o profissional sugerir que o recém-nascido opere para poder definir sua genitália. Na novela das nove da Globo, o bebê será intersexo.

          Assim que a criança nascer, Augusto (Renan Monteiro) perceberá que ele tem genitália ambígua e vai levá-lo a um hospital para que exames sejam feitos. O médico que atender o bebê dirá que ele é um bebê saudável, mas vai dizer que para eles registrarem a criança como menina e marquem logo a cirurgia para definir o sexo o mais rapidamente possível.

          Veja as fotos

          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)
          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)
          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)
          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)
          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)
          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)
          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)
          Buba (Gabriela Medeiros) e Teca (Livia Silva) em cena de Renascer (Reprodução: Globo)

          “É como diz um cirurgião amigo meu: é mais fácil cavar um buraco que levantar um poste!”, dirá ele, para o espanto de Buba e Augusto. Irritada, a psicóloga perguntará ao médico quantas cirurgias de adequação de gênero ele fez. “Por que a dona acha que estou aqui hoje?”, debochará.

          “Não em um paciente, no senhor? Algum dia na sua vida o senhor já chegou a considerar ‘cavar um buraco’ ou ‘erguer um poste’ no senhor mesmo?”, insistirá ela.

          O médico não vai gostar da “gracinha” de Buba, que perderá o controle e partirá para cima dele. “O senhor não está falando com uma leiga, o senhor está falando com uma mulher trans, que pode não ter experiência clínica, mas sabe o que é a vida de uma pessoa antes e depois de ela entrar numa sala de cirurgia! Por isso eu digo que tudo, absolutamente tudo, será feito no tempo dessa criança”, discursará.

          A essa altura, várias pessoas começarão a se aproximar do consultório do médico, atraídos pela gritaria. “Ainda que a gente tenha que sair daqui sem uma certidão de nascimento! Até porque, nem nome ela tem! Mas uma coisa ela vai ter, doutor: a escolha! E todo o apoio que ela precisar. Porque ela tem uma mãe que a ama e tem uma família que não vai sair do lado dela nem por um segundo, nem nos dias bons e nem nos dias ruins!”, continuará ela.

          Uma pessoa gritará dando força a Buba. Em pouco tempo, várias outras pessoas a elogiarão e aplaudirão sua atitude, ovacionando Buba. Teca encorajará a amiga a colocar toda a sua raiva para fora.

          Buba, então, se virará para o médico novamente, levantará o dedo do meio e o xingará com toda a sua força: “Otário”. O profissional, irado, mandará Augusto cuidar de sua mulher, mas ele dará apoio a ela. “O senhor tentou… e não deu muito certo”, falará.