Chrystian, da dupla com Ralf, morre aos 67 anos Hospital divulga causa da morte do cantor Chrystian
Chrystian, da dupla com Ralf, morre aos 67 anos Hospital divulga causa da morte do cantor Chrystian

Mulher é presa no Paraná após confessar que jogou ácido em jovem por ciúmes de seu ex

O crime aconteceu em Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Paraná, na tarde de quarta-feira (22/05)

        Nesta sexta-feira (24/5), foi presa e encaminhada para a delegacia uma mulher que confessou ter jogado ácido na jovem Isabelly Aparecida Ferreira Moro, de 23 anos, nas ruas do Paraná. A informação é da Polícia Militar (PM-PR).

        O crime aconteceu em Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Paraná, na tarde de quarta-feira (22/05). A jovem ia para a academia e foi surpreendida por uma mulher disfarçada, com peruca e vestida com roupas escuras. A autora da ação se aproximou e jogou um líquido químico. A vítima teve queimaduras no rosto, boca e peito.

        A polícia acredita que Isabelly ingeriu a substância, ocasionando um agravamento em seu estado de saúde. Ela está em estado grave, intubada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Universitário (HU) de Londrina.

        Veja as fotos

        Jovem pedindo ajuda na rua após mulher jogar ácido em seu rosto (Reprodução)
        Jovem pedindo ajuda na rua após mulher jogar ácido em seu rosto (Reprodução)
        Suspeita e Isabelly Aparecida Ferreira Moro (Reprodução/ montagem)
        Suspeita e Isabelly Aparecida Ferreira Moro (Reprodução/ montagem)
        Isabelly Aparecida Ferreira Moro (Reprodução)
        Isabelly Aparecida Ferreira Moro (Reprodução)

        Quem ajudou a socorrer Isabelly e levá-la para o hospital foi um homem que a viu desesperada na rua pedindo ajuda. Após o ataque, uma testemunha encontrou uma sacola preta e um copo que estavam molhados. O material foi recolhido para análise da Polícia Civil.

        Segundo a Polícia Militar, a mulher foi localizada depois que ela mesma chamou os agentes, afirmando que estava sendo perseguida por quatro homens. O órgão ainda disse que ela não soube explicar o motivo de estar sendo perseguida.

        Os PMs acharam a situação suspeita e questionaram se ela estava envolvida no caso de Isabelly. Ela admitiu ter jogado o produto químico na vítima por ciúmes do ex-marido, que, de acordo com a polícia, está preso.

        O delegado que está à frente do caso, Tristão Borborema, declarou para a RPC, afiliada da TV Globo, que a investigação deve ser concluída hoje mesmo. Desde a última quinta-feira (23/5) o caso está sendo tratado como tentativa de homicídio.

        Tags: