Mulher de Zé Vaqueiro desabafa sobre volta do filho à UTI após parada cardíaca: “Orando” Ivete esclarece decisão de cancelar shows: “Peguei a vaidade e joguei na gaveta”
Mulher de Zé Vaqueiro desabafa sobre volta do filho à UTI após parada cardíaca: “Orando” Ivete esclarece decisão de cancelar shows: “Peguei a vaidade e joguei na gaveta”

Em Brasília, torcidas organizadas rivais se unem para ajudar o RS

Torcidas de Corinthians e Palmeiras, além de Grêmio e Internacional, se uniram pela solidariedade aos gaúchos

15/05/2024 às 12:34

          Torcidas organizadas no Distrito Federal deixaram a rivalidade de lado para se unirem em prol de uma causa: ajudar o Rio Grande do Sul. A Mancha Verde e a Gaviões da Fiel, principais organizadas de Palmeiras e Corinthians, junto aos consulados de Grêmio e Internacional em Brasília, entregaram doações em uma ação solidária que arrecadou itens de higiene, colchões, água potável e outros materiais básicos para a população afetada pelas enchentes no Sul.

          Rivais históricos, as torcidas dos clubes paulistas e gaúchos se mobilizaram para arrecadar cerca de três toneladas de donativos que foram entregues na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), onde existe um local montado para arrecadar doações de 8h às 19h. O material será encaminhado à Base Aérea de Brasília para então seguir ao Rio Grande do Sul.

          Veja as fotos

          Torcidas organizadas rivais se uniram em Brasília para ajudar o RS. Foto: Reprodução
          Torcidas organizadas rivais se uniram em Brasília para ajudar o RS. Foto: Reprodução
          Torcidas organizadas rivais se uniram em Brasília para ajudar o RS. Foto: Reprodução
          Torcidas organizadas rivais se uniram em Brasília para ajudar o RS. Foto: Reprodução
          Torcidas organizadas rivais se uniram em Brasília para ajudar o RS. Foto: Reprodução
          Torcidas organizadas rivais se uniram em Brasília para ajudar o RS. Foto: Reprodução
          No Rio, a Nação 12 do Flamengo enviou doações e voluntários ao RS. Foto: Reprodução
          No Rio, a Nação 12 do Flamengo enviou doações e voluntários ao RS. Foto: Reprodução
          Grupo de torcedores do Grêmio distribuiu comida em Gravataí (RS). Foto: Reprodução
          Grupo de torcedores do Grêmio distribuiu comida em Gravataí (RS). Foto: Reprodução

          União pela solidariedade

          Juntos, representantes das torcidas descarregaram os caminhões e falaram sobre a união pelas doações: “Essa é a Casa do povo, é importante virmos aqui para mostrar que estamos juntos, trazer as torcidas para mostrar que a rivalidade é só dentro das quatro linhas. A gente tem que ter senso crítico e social”, afirmou Lukas Nunes, diretor do Departamento Social da Gaviões em Brasília.

          Por parte do consulado do Grêmio, Giscard Sthephanou, que tem parentes no Rio Grande do Sul, relatou que a casa do pai está inundada e participou da ação para manter viva a solidariedade que o futebol representa:

          “Quem não perdeu o lar, está sem água, sem luz ou sem comida. Todos estão sendo afetados. Com essa mobilização, queremos lembrar que o futebol, responsável por unir todo o país, também estimula a solidariedade. Apesar das rivalidades, estamos aqui por uma causa maior e vamos continuar até que o Rio Grande do Sul possa se reerguer”, disse.

          Outras torcidas organizadas também estão participando de ações solidárias, como a Nação 12, do Flamengo, que enviou do Rio de Janeiro um ônibus com 40 voluntários para o Rio Grande do Sul.

          Torcedores de um grupo de torcedores do Grêmio, no interior gaúcho, chegaram a ir para as ruas em uma distribuição de comida pela cidade de Gravataí. A MVBUS é uma torcida do tricolor gaúcho ligada às questões sociais, promovendo ações em datas de grande apelo solidário.